domingo, 2 de dezembro de 2012

Negócios para acessibilidade


Salão de negócios oferece oportunidades de produtos para deficientes
02/12/2012 08h45
Jéssica Nascimento (Estagiária)

ROBERVAL EDUÃO

O Distrito Federal possui cerca de 570 mil pessoas com deficiência física, de acordo com o último IBGE 2010. O número expressivo de portadores de necessidades especiais motiva diversas empresas a investir em produtos adaptados para esse público. O 2º Salão de Negócios da Acessibilidade Reabilitação e Inclusão Social, realizado pela Cooperativa Central de Apoio ao Sistema do DF (ECOSOL-DF), promove oportunidades de trabalho e renda voltados para os deficientes.  Segundo a coordenação do evento, 20 mil pessoas são esperadas nos três dias de exposição.
O evento começa amanhã (3) e vai até a quarta-feira (5) no Pavilhão de Exposição do Parque da Cidade. Mesas redondas, exposições, cursos, oficinas, música e desfiles serão algumas das atrações . O 2° salão acontece das 10h às 22h e a entrada é gratuita.
Para o gerente de vendas de uma loja especializada em veículos localizado no SIA Trecho 1, Mateus Camargo, contou que é a primeira vez que a empresa participa desse evento. Segundo ele, o mercado para deficientes físicos está em ascensão no DF e todas as empresas deveriam explorar e divulgar o novo mercado. “Temos um numero muito expressivo de vendas para carros com adaptações especiais. Estamos participando do evento para divulgar nossos produtos”, ressaltou Camargo. 
Ele acredita que o evento auxilia na identificação e conhecimento dos novos produtos adaptados para deficientes.  “O 2º Salão de Negócios da Acessibilidade Reabilitação e Inclusão Social irá expor dois carros adaptados. Os veículos são automáticos e possuem todos os comandos na marcha”, disse Mateus. Os carros também disponibilizam um guincho na parte de trás para elevar uma  cadeira de rodas.
Da Redação do Alô



Fonte: http://www.alo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=190265

Um comentário:

jcdf disse...

OLA PASSEI NO Pavilhão de Exposição do Parque da Cidade e nao foi da forma com o que postaram .vi muita falta de preparaçao nas pessoas pra informarem os direitos e deveres dos PNE fiz uma ficha deixei todos os meus dados para a oportunidade de fazer cursos e se inserido no mercado de trabalho e ate hoje ninguem entrou em contato entao os procedimentos nao sao como realmente postaram